• Jornal da USP

'Momento de travessia' diz Bernardete Gatti

Atualizado: Set 13


Foto: Reprodução YouTube/TV CPP

A professora e pedagoga Bernardete Gatti falou ao Jornal da USP no Ar, no último dia 4 de setembro, sobre a reabertura de uma parcela das escolas paulistas. A autorização para a retomada de atividades presenciais de reforço escolar, plantão de dúvidas e apoio emocional foi autorizada a partir de 8 de setembro − e contava com a adesão de 128 dos 645 municípios paulistas.


Bernardete afirmou não ser possível cobrar dos alunos que tenham aprendido no mesmo ritmo, nas mesmas condições e na mesma quantidade que no ensino presencial. “Houve atrasos na oferta dessa educação a distância, ou quando se verificou que nem todos poderiam receber essa educação on-line. Isso gerou uma forma de aprendizado até um tanto desorganizada no início”, disse a pedagoga. 


Ela destacou que será preciso definir prioridades e deixar outros conteúdos para depois, quando a situação se normalizar. “Acredito que este quadro se estenda para o próximo ano e, justamente por isso, teremos de olhar para o currículo e determinar o que é essencial para a educação básica, deixando para suprir essa cultura mais ampliada em um próximo momento”, afirmou a professora. 

Bernardete integra o conselho consultor da Cátedra de Educação Básica do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da Universidade de São Paulo (USP), é pesquisadora sênior da Fundação Carlos Chagas e consultora da UNESCO. Ela reafirmou a necessidade de que as autoridades educacionais tenham consciência de que a cobrança de conteúdos nas avaliações deverá ser diferente.


“Será um momento de travessia, no qual teremos de possuir lideranças que possam nos ajudar. Que o trabalho neste período seja mais leve, mais compreensivo e ajudando na progressão dos estudantes, não pressionando para que tenham um desempenho como o de um ano normal”, concluiu Bernardete.

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Educa 2022. Os textos do portal Educa 2022 podem ser reproduzidos, desde que citada a fonte "Educa 2022".