• Celso Napolitano

O educador deve decidir



Olá, colegas educadoras e educadores do Estado de São Paulo. Espero que todos estejam bem, gozando de boa saúde junto aos seus familiares. A reflexão que eu trago hoje é em relação ao retorno às aulas.

Ao que parece, mais uma vez, infelizmente, a pressão econômica irá suplantar a saúde e a ciência com esta apressada e irresponsável flexibilização da quarentena promovida pelo governador do Estado de São Paulo e pelo prefeito da cidade de São Paulo – quando o número de casos de contaminação e o de mortes ainda atingem cifras impressionantes.

Segundo os cientistas, ainda não estamos no auge da pandemia. Portanto, não é aconselhável esta abertura irresponsável.

Mas, ao que tudo indica, no planejamento dos governantes o retorno às aulas está programado para o final de julho e o início do mês de agosto.

Comissões estão se formando para estabelecer protocolos de retorno às aulas. Porém, essas comissões e esses protocolos não levam em consideração um elemento primordial nessa relação, que é o educador.

As educadoras, os educadores, os profissionais de educação não estão sendo levados em consideração nem estão sendo representados em quaisquer dessas comissões. São os elementos principais desta relação e nesse acolhimento no retorno às aulas. Nós, profissionais da educação, também temos que participar desse acolhimento. E temos também que ter nossa opinião levada em consideração e respeitada.

As nossas vidas, o nosso bem-estar também estão em jogo.

Nós, na Federação dos Professores do Estado de São Paulo e seus sindicatos integrantes, estamos empenhados em fazer com que a voz do educador e da educadora seja ouvida.

Iremos até o Ministério Público do Trabalho e até o Ministério Público Estadual, se isso se fizer necessário.

Estamos compondo uma comissão multidisciplinar, formada por profissionais da saúde, como psicólogos, médicos, e outros, para que estabeleçam os protocolos de acolhimento tanto das crianças, dos jovens, dos pais e dos profissionais da educação!

Estamos atentos a essa questão – contem conosco.


* * *


Celso Napolitano é presidente da Federação dos Professores do Estado de São Paulo (Fepesp).

http://www.fepesp.org.br

O artigo acima é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a visão do site Educa 2022.

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Educa 2022. Os textos do portal Educa 2022 podem ser reproduzidos, desde que citada a fonte "Educa 2022".