• Secom UnB

A reinvenção da formatura


Por Henrique Gomes, estagiário de Jornalismo na Secom/UnB

As colações de grau precisaram se reinventar durante a pandemia de covid-19. Na Universidade de Brasília (UnB), a Comissão de Cerimonial tem organizado as solenidades por meio de plataformas on-line.

As cerimônias são restritas aos formandos, professores e técnicos administrativos envolvidos. Os estudantes podem gravar as solenidades por meio da plataforma - geralmente a Microsoft Teams e a Conferênciaweb, da Rede Nacional de Pesquisa (RNP).

“A nossa maior preocupação é que as pessoas estejam bem e seguras em suas casas", diz a coordenadora do cerimonial, Marcela Silva. "Com a utilização da plataforma virtual como alternativa, os formandos da UnB tem o ritual garantido e, durante a pandemia, não serão prejudicados pela falta de diploma.”


Novo formato


Marcela conta que as cerimônias têm durado entre 30 e 45 minutos. "Por incrível que pareça, as colações acontecem com os mesmos ritos do modelo presencial, com os juramentos e as homenagens feitas por oradores”, diz ela.


O maior desafio, segundo a coordenadora, é inserir o grande número de participantes, principalmente pela gestão de diferentes modos de conexão. Já foram realizadas colações de grau para quatro turmas de medicina, uma de turismo e cinco turmas de engenharia, com cerca de 20 formandos por turma.


Como tradicionalmente ocorre no formato presencial, os formandos podem contratar uma empresa externa à universidade para organizar a colação. Foi o caso do grupo de estudantes de engenharia.


“Nossa maior preocupação era com os formandos, e se eles teriam os equipamentos necessários e uma conexão adequada. A plataforma escolhida pela UnB dá diversas possibilidades, podendo ser utilizada nos mais simples dos celulares, basta ter uma câmera”, aponta Janaina Meireles, responsável por uma empresa contratada.


Janaína contou que, nas solenidades presenciais, é comum que cerca de 10% dos estudantes não compareçam à colação de grau. No formato virtual, é diferente: “Foi muito interessante, pois todos participaram.Tivemos formandos que participaram do próprio local de trabalho ou mesmo do exterior.”


'Eternizamos o momento'


Graduado em medicina, Sergio Mariano Zuazo entende a medida como necessária, mesmo sem os aspectos simbólicos da versão presencial. “É um preço pequeno a se pagar, diante da possibilidade de sair desse estresse de não saber como a situação poderia ser resolvida”, diz ele.


Rafael Gobbato Brandão Cavalcanti, também recém-formado em medicina, relata que o novo modelo não o impediu de reunir a família. “Foi uma alternativa bem prudente e sagaz para conseguir fazer o momento ser bem importante, mesmo durante a pandemia”, diz Gobbato. “Gravamos e eternizamos o momento.”


Quando ocorrer a volta das atividades presenciais na UnB, ainda não se sabe quando, as cerimônias que tiverem sido realizadas de forma remota poderão ter uma nova edição presencial. As turmas deverão manifestar o interesse junto aos seus departamentos, que irão comunicar ao cerimonial e agendar a solenidade presencial.

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Educa 2022. Os textos do portal Educa 2022 podem ser reproduzidos, desde que citada a fonte "Educa 2022".