• Agência Bori

Unicamp: livro sobre gestão universitária


Foto: Antonio Scarpinetti / Unicamp

Com o crescente debate acerca de eficiência e inchaço do setor público, dirigentes públicos têm elaborado medidas institucionais com o objetivo de modernizar a gestão. Nesse sentido, o livro Planejamento e gestão estratégica no setor público: Aplicações e reflexões, lançado pela Editora Unicamp, apresenta conceitos, ferramentas e metodologias de gestão a partir de experiências da Unicamp que podem ser úteis para vários órgãos governamentais, principalmente os de gestão escolar e universitária.


Organizado por Milena Pavan Serafim, doutora em política científica e tecnológica, e Teresa Dib Zambon Atvars, coordenadora geral da Universidade Estadual de Campinas, o livro reúne 11 textos escritos por docentes e funcionários técnico-administrativos que promovem o contato prático entre o mundo acadêmico e o mundo administrativo. Expondo e analisando técnicas e métodos de gestão já aplicados na própria Unicamp, os textos mostram os resultados dessas experiências positivas, que agora são compartilhadas com outros gestores.


Entre as abordagens apresentadas, o design thinking ganha destaque. Pensado como uma busca coletiva por solução de problemas, ele surgiu como um conjunto de técnicas para construir experiências de consumo e atendimento a partir do mapeamento da jornada do usuário. Devido a sua característica colaborativa, tem sido adaptado para servir como instrumento de cidadania, aplicado na relação entre o Estado e seus usuários. A partir do design thinking, foi desenvolvido o programa “Desburocratize”, cujo objetivo é resolver problemas rotineiros do serviço público, como o excesso de papelada ou a resistência às mudanças.


O livro também traz o método do nudging, conceito central para a organização de um contexto que influencie as pessoas a tomarem decisões adequadas. Os nudges influenciam nosso comportamento ao alterar a forma como as escolhas são apresentadas no ambiente. Aplicado à gestão pública, ele pode aprimorar políticas, uma vez que suas estratégias valem-se de premissas sobre o comportamento humano, especialmente sobre aqueles relacionados ao processo de tomada de decisão.


Com capítulos dedicados a apresentar modelos e dados da gestão financeira da Unicamp, o livro vai desde o planejamento estratégico até a tomada de decisão, passando por questões relevantes, como a autonomia universitária, fundamental para o avanço do conhecimento e abordada em retrospecto, a fim de mostrar sua importância no contexto atual.


Planejamento e gestão estratégica no setor público visa aumentar a capacidade de execução dos serviços e do processo de trabalho dos órgãos públicos através de técnicas específicas, diminuindo etapas desnecessárias, demandas supérfluas e trabalhos repetitivos, que não agregam valor ao usuário do serviço, muito menos aos processos. Mais do que compartilhar conhecimento, é a universidade levando inovação para a comunidade.