• Demétrio Weber

A atualidade do legado de Paulo Freire


Paulo Freire, patrono da educação brasileira. Foto: Reprodução/TV Câmara

A Secretaria de Educação do Distrito Federal divulgou texto em homenagem ao educador Paulo Freire (1921-1997) no dia em que completaria 99 anos. Assinada por Thais Rorher, a reportagem foi publicada em 19 de setembro, na página da secretaria na internet.


* * *


"Um legado para o ensino no Brasil foi deixado por Paulo Freire, por meio da educação crítica a serviço da transformação social. As contribuições do educador para a educação no país foram reconhecidas e homenageadas pela Lei n º 12.612/2012, que o oficializou como Patrono da Educação Brasileira. O educador completaria 99 anos neste sábado, 19 de setembro, dia que também é lembrado no calendário escolar da rede pública de educação do Distrito Federal.

Os ensinamentos do mestre continuam atuais e influenciam o dia a dia de inúmeros profissionais da educação e de instituições de ensino. 'Na rede pública do Distrito Federal Paulo Freire está mais presente do que nunca. O contexto imposto pela pandemia, o ensino remoto como alternativa às atividades presenciais nos distanciam fisicamente e podem aprofundar desigualdades. Com base no legado de Paulo Freire, devemos criar e recriar as condições necessárias para que todos os nossos estudantes tenham educação de qualidade', afirma o secretário de Educação, Leandro Cruz.

CEM Paulo Freire

'A inspiração do Paulo Freire torna a escola um ambiente mais humanizado. Nosso grupo de professores se dedica por uma educação de qualidade, pensando sempre em acolher a todos da melhor maneira, especialmente aqueles estudantes vindos de realidades menos favorecidas', avalia Mauro Romão, diretor do Centro de Ensino Médio Paulo Freire.


A escola foi inaugura na década de 1970 e recebeu nova denominação em 1997, para homenagear o educador. 'Buscamos motivar os estudantes todos os dias, por meio de visões de educação, como a de Paulo Freire, que contribuem para o crescimento desses jovens, e, assim, estamos colhendo frutos. Melhoramos a estrutura da escola, as técnicas para o aprendizado e outros fatores que impactaram no desempenho dos alunos. Em 2019, fomos a terceira escola da rede pública com melhores resultados no Enem', completa Romão.

Educação crítica

Paulo Freire nasceu em Recife e trilhou os primeiros caminhos como educador no Nordeste. Cursou Direito, mas não chegou a exercer a profissão, preferindo dar aulas de língua portuguesa numa escola de ensino médio da cidade.

O trabalho com alfabetização de adultos e educação popular começou na década de 1940, quando assumiu o cargo de diretor de Educação do Serviço Social da Indústria (Sesi), também no Recife. Nos anos seguintes, foi professor universitário e concluiu o doutorado em Filosofia e História da Educação.

Também atuou com movimentos de educação popular e, no governo de João Goulart, coordenou o Plano Nacional de Alfabetização, com objetivo de tirar 5 milhões de pessoas do analfabetismo. O modelo conhecido como 'pedagogia da libertação' idealizava indivíduos chamados à reflexão e à formação de uma consciência política.

Em 1964, depois da ascensão dos militares ao poder, Paulo Freire foi preso e exilado. Naquele período, desenvolveu projetos na África, Ásia e Oceania.

O educador faleceu em maio de 1997, aos 76 anos."

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Educa 2022. Os textos do portal Educa 2022 podem ser reproduzidos, desde que citada a fonte "Educa 2022".