• Demétrio Weber

Juro zero no ensino superior



Instituições privadas de ensino superior no Brasil estão oferecendo financiamento sem juros para atrair e manter universitários em seus cursos de graduação. O Pravaler, empresa de crédito estudantil que tem o Banco Itaú entre seus principais acionistas, informa que 44,5 mil estudantes se beneficiam atualmente dessa modalidade em suas instituições parceiras, em todo o país.

"Esta é uma modalidade que está crescendo muito no pós-pandemia", diz Ricardo Salvato, head [chefe] comercial e de desenvolvimento de negócios do Pravaler.

Ele explica que o juro zero é bancado pelas próprias instituições de ensino: "É juro zero para o aluno, uma condição em que a instituição abre mão de um pedacinho do lucro dela. Esse pedacinho é mais vantajoso do que dar um valor de bolsa, porque, no futuro, ela pode receber o valor de volta", diz Salvato.

Os contratos de empréstimo são semestrais, e o prazo de pagamento corresponde ao dobro do tempo, isto é, a 12 meses. Em um curso cuja mensalidade seja de R$ 1.000, o financiamento totalizará R$ 6 mil no semestre, divididos em 12 parcelas de R$ 500. Nessa modalidade, quem financia um curso de quatro anos terá oito anos para a quitação. "As parcelas não encavalam", observa Salvato.

Soluções

O Pravaler atua há 19 anos no país, tendo emprestado mais de R$ 3 bilhões para ajudar a custear a faculdade de mais de 165 mil alunos.

"Sabemos que o momento é difícil, pois a quarentena afeta a vida de todos", afirma Rafael Baddini, sócio-diretor de estratégia de negócio do Pravaler. "Por isso, nosso objetivo é criar soluções junto com as instituições de ensino, a exemplo da opção de juro zero, para dar um fôlego aos alunos e suas famílias, além de manter vivo o sonho de estar no ensino superior, uma vez que mais da metade dos estudantes que procuram as soluções do Pravaler são o primeiro membro da família a conquistar um diploma de graduação.”

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Educa 2022. Os textos do portal Educa 2022 podem ser reproduzidos, desde que citada a fonte "Educa 2022".