• Demétrio Weber

Enem adiado para dezembro ou janeiro



Derrotado após uma queda de braço com quase todos os setores da educação, o governo federal anunciou o adiamento do Enem 2020 pelo prazo de 30 a 60 dias. Com isso, as provas serão aplicadas em dezembro ou janeiro, em datas a definir.

O anúncio foi feito na quarta-feira (20/5) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pelo Enem e ligado ao Ministério da Educação (MEC).

No mesmo dia, o presidente da República, Jair Bolsonaro, postou a seguinte mensagem em sua conta no Facebook: "Por conta dos efeitos da pandemia de COVID-19 e para que os alunos não sejam prejudicados pela mesma, decidi, juntamente com o Presidente da Câmara dos Deputados, adiar a realização do ENEM 2020, com data [sic] ser definida."

Congresso

Na véspera, o Senado havia aprovado projeto de lei que adia o exame e os demais vestibulares no país para depois do término do ano letivo − o que permanece incerto, devido à pandemia do novo coronavírus. O placar da votação resumiu a disposição do parlamento: 75 votos a 1. O único voto contrário foi o do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

O passo seguinte seria a votação na Câmara dos Deputados. Uma cena no plenário da Câmara, na quarta-feira (20/5), expôs o desgaste da relação do MEC com o Legislativo.


O presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), ignorou o recuo do Inep e manteve a votação do regime de urgência para acelerar a apreciação do projeto do Enem, afirmando que esperava uma sinalização do presidente da República. Avisado de que o ministro Abraham Weintraub já sinalizara o adiamento, Maia respondeu: "Não posso acreditar nesse ministro."

Enquete

O Inep informou que, em junho, fará uma enquete junto aos inscritos − a ideia é que os estudantes decidam a extensão do adiamento.

As provas da versão impressa do Enem, destinada à quase totalidade dos participantes, estavam marcadas para os próximos dias 1º e 8 de novembro. Já a estreia da versão digital, um projeto-piloto restrito a 101 mil candidatos que farão o teste no computador, ocorreria em 22 e 29 de novembro. Ambas serão adiadas.

O Enem 2020 já conta com mais de 4,3 milhões de inscritos. O prazo de inscrições não foi alterado e termina às 23h59 do próximo dia 22 de maio.

A educação passa por aqui.

Educa 2022

Professor que escreve uma fórmula em um

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 por Educa 2022. Os textos do portal Educa 2022 podem ser reproduzidos, desde que citada a fonte "Educa 2022".