• Demétrio Weber

Educa 2022 completa 1 ano



O Educa 2022 completa seu primeiro ano neste 7 de setembro de 2020, Dia da Independência.

O que começou como um blog pessoal do jornalista Demétrio Weber, com postagens semanais, deu lugar a um projeto mais amplo, que já conta com mais de 30 colaboradores no Brasil e no exterior, incluindo os colunistas César Steffen, Dilvo Ristoff, Bárbara Semerene, Cláudio Lovato Filho e Paulo Pinheiro.

Diariamente, o Educa 2022 publica notícias, análises e opiniões sobre educação e desenvolvimento humano, sob os mais variados ângulos.

O site também posta conteúdo divulgado pelas seguintes instituições e organizações: Câmara dos Deputados, Senado Federal, Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca), Universidade de Brasília (UnB), Universidade de São Paulo (USP), Agência Bori e consultoria IDados.

Em 19 de maio, o Educa 2022 ganhou cara nova, com uma interface que abriu espaço para mais notícias e artigos de opinião.

Na semana passada, teve início a série de reportagens 'Redes municipais: desafio das prefeituras'. A menos de três meses da eleição dos futuros prefeitos e vereadores, a série apresenta estatísticas e informações detalhadas sobre a maior rede pública do Brasil, presente em 5.568 municípios e responsável por 48% das matrículas da educação básica em todo o país.

A meta e o nome

A data de estreia do Educa 2022 tem relação direta com o nome do site: 2022 é o ano em que o Brasil celebrará dois séculos de independência.

Como diz o lema do Educa 2022, "somente com educação de qualidade − e para todos − é que seremos verdadeiramente livres".

Na área da educação, o ano de 2022 serve de referência para o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, o Ideb.

O indicador foi criado pelo Ministério da Educação, em 2007. As metas de crescimento do Ideb, definidas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), sempre tiveram como referência o ano de 2022.

A expectativa era de que o Brasil chegasse aos 200 anos de independência com uma qualidade de ensino comparável à de países desenvolvidos. Se é verdade que isso não se concretizará, tampouco devem ser ignorados os avanços nas políticas educacionais das últimas décadas. O novo Fundeb é prova disso.


Nos últimos meses, a pandemia de covid-19, responsável pela morte de mais de 126 mil brasileiros, aumentou o desafio infinitamente.

Agradecimento


O Educa 2022 começa hoje uma nova caminhada. Com a missão, sempre, de contribuir para o debate bem-informado e para a construção de um Brasil mais justo e menos desigual.


É hora de agradecer a todos e todas que, direta ou indiretamente, de perto ou de longe, lendo, escrevendo, clicando ou conversando, ajudaram a construir este Educa 2022. Sem vocês, nada disso seria possível.

A educação passa por aqui. Que venham os próximos aniversários!

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Educa 2022. Os textos do portal Educa 2022 podem ser reproduzidos, desde que citada a fonte "Educa 2022".