• Lucas Proença

EAD por um estudante



A crise do novo coronavírus jogou luz sobre a importância da EAD. Deu-lhe total protagonismo diante das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) de que se evitem aglomerações, o que atingiu o ambiente da sala de aula.


Estudo jornalismo na Unisinos, em Porto Alegre, desde 2013. Com dois anos de curso, tive minha primeira cadeira de educação a distância (EAD). Foi Metodologia de iniciação à pesquisa. Em 2020, no primeiro semestre, matriculei-me em uma cadeira EAD que acabei cancelando devido a complicações financeiras decorrentes da covid-19. Agora a EAD entra novamente em minha rotina universitária, por meio de um curso de extensão da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) − Como produzir vídeos com celulares e tablets.


A flexibilidade nos horários, em comparação ao ensino presencial, é um ponto vantajoso da EAD. Garante mais liberdade para encaixar as aulas − e as provas − em diferentes horários, o que pode ser extremamente útil. Possibilita também a criação de uma rotina e de um ritmo de estudo personalizados.


Exemplo: no curso remoto da UFRGS, há seis módulos, com material de leitura e vídeos que podem ser acessados a qualquer momento. Não tenho dúvida de que isso aumenta o comprometimento do estudante. É como se a liberdade estimulasse a autocobrança.


Ônibus


Na EAD, não se perde tempo no transporte público até a universidade − para muitos estudantes, essas horas dentro do ônibus são, sim, bem desestimulantes.


Acredito que, com planejamento, as aulas de EAD podem substituir com eficácia as aulas presenciais, ainda mais em um momento de pandemia. Na verdade, já fazem isso no ensino superior, como tive a oportunidade de experimentar em diferentes cursos. A adaptação do estudante pode não vir na primeira vez, mas com o tempo. Vale tentar.


* * *


Lucas Proença é estudante de jornalismo na Unisinos, no campus Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. É coprodutor e criador de conteúdo na Ah Tri Cultural, contista e publica estórias em sua conta no Medium.

2 comentários

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 por Educa 2022. Os textos do blog Educa 2022 podem ser reproduzidos, desde que citada a fonte "Educa 2022".