• Demétrio Weber

4,8 milhões de crianças em lares sem internet

Atualizado: Mai 16


O Brasil tem 4,8 milhões de crianças e adolescentes, de 9 a 17 anos de idade, que vivem em domicílios sem internet. Nada menos que 17% da população nessa faixa etária.

Os dados são preliminares e foram divulgados pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) nesta semana. Fazem parte da pesquisa TIC Kids Online 2019, que o Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) lançará no próximo dia 26 de maio.

De acordo com o Unicef, chega a 11% a parcela de crianças e adolescentes não usuários de internet nessa faixa etária − meninos e meninas que, nos três meses anteriores à pesquisa, não acessaram a rede em casa nem em qualquer outro lugar. Em áreas rurais, esse percentual sobe para 25%; no Norte e Nordeste, para 21%; e, em domicílios das classes D e E, para 20%.

Direito fundamental


A representante do UNICEF no Brasil, Florence Bauer, alerta para o impacto da exclusão digital em meio ao ensino remoto e ao isolamento social decorrentes da pandemia de covid-19. Sem conectividade, como garantir direitos fundamentais? Florence defende que famílias de baixa renda tenham acesso gratuito à internet.

A coleta de dados da pesquisa TIC Kids Online 2019 ocorreu entre outubro de 2019 e março de 2020. O Cetic é um departamento do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), ligado ao Comitê Gestor da Internet do Brasil (CGI.br).

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Educa 2022. Os textos do portal Educa 2022 podem ser reproduzidos, desde que citada a fonte "Educa 2022".