• Demétrio Weber

Ana Cristina Rosa e os desafios da educação



A desigualdade está na raiz dos problemas brasileiros. Profunda e diversificada, é a pedra no caminho de qualquer projeto de país. Por isso mesmo, há quem prefira falar em desigualdades. No plural.


No mês passado, a jornalista Ana Cristina Rosa tratou de algumas das tantas faces da desigualdade no Brasil. Em colunas publicadas no jornal Folha de S.Paulo, tendo como pano de fundo a pandemia de covid-19, ela expôs suas preocupações com a exclusão digital e o racismo.


Agora, a convite do Educa 2022, Ana lança o olhar sobre desigualdades na educação. Jornalista com 30 anos de carreira, ela reuniu informações de fontes variadas para demonstrar como "são graves e evidentes os efeitos negativos, para o aprendizado dos estudantes brasileiros, em razão da desigualdade social".


Carreira


Ana foi repórter de política no jornal O Estado de S. Paulo, editora-assistente na revista Época e repórter da revista Elle. De 2018 a 2020, atuou como assessora-chefe de Comunicação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Especializada em comunicação pública, tem refletido sobre democracia, liberdade de imprensa e fake news.


O artigo de Ana sobre desigualdades educacionais será publicado nesta terça-feira (14), no Educa 2022.

1 comentário

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Educa 2022. Os textos do portal Educa 2022 podem ser reproduzidos, desde que citada a fonte "Educa 2022".