• IDados Consultoria

Alfa e Beto na TV: da pré-escola ao 5º ano


Milhões de pais e mães, em todo o país, estão tentando encontrar alternativas para que seus filhos não fiquem sem aulas e sem aprender nestes tempos de pandemia e de indefinição quanto à retomada das aulas presenciais nas escolas. Ainda que sejam grandes os esforços de muitas redes de ensino para dar continuidade aos programas de aulas previstos nos currículos, a realidade é que há um grande temor, por parte de pais, professores, educadores e especialistas de que 2021 seja mais um ano perdido, na área de educação, para milhões de crianças e jovens.

Nesse contexto, as aulas pela televisão e internet – desde que baseadas em currículos e materiais consistentes – figuram como excelentes alternativas para que as crianças, mesmo em casa, continuem aprendendo e possam voltar às aulas presenciais com menos lacunas de conhecimentos. Para os cerca de 20 milhões de alunos da pré-escola e do ensino fundamental 1, de acordo com os dados mais recentes do Censo Escolar, foram criados e já estão no ar os programas Alfa e Beto na TV, exibidos na Rede Vida Educação e no canal no YouTube do Instituto Alfa e Beto.

Os programas Alfa e Beto na TV estão divididos por etapas (ou séries). As crianças que assistem aos programas da pré-escola 1 e pré-escola 2 são estimuladas a participar de diversas atividades com cinco educadores (Brincando de aprender, Brincando com as palavras, Brincando com as Mãos, Brincando com as Letras e Brincando com o Corpo).

Nas aulas da etapa seguinte, o 1º ano (alfabetização), dois atores no papel de professores de língua portuguesa e matemática interagem com os bonecos-fantoches Alfa, Beto, Gama e Delta, também interpretados por atores e dubladores profissionais. Os conteúdos das aulas de língua portuguesa (alfabetização) têm como referência a ciência cognitiva de leitura, e os de matemática, o método usado em Cingapura, reconhecido como o mais eficiente do mundo.

– Está sendo uma experiência ótima. Minha filha se organiza para assistir ao Alfa e Beto na TV e fazer as atividades propostas para o 1º ano. A professora explica como podemos ajudar nas lições, e a coordenação da escola também nos dá todo o suporte. Vemos hoje o quanto é importante a participação dos pais no processo de alfabetização dos filhos. É maravilhoso poder acompanhar o desenvolvimento da minha filha nessa fase tão importante da vida escolar dela”, diz Relva Rodrigues de Oliveira, mãe da estudante Maria Laura Rodrigues da Silva, de Jequiá da Praia (AL).

Para as crianças que estão do 2º ao 5º ano do ensino fundamental, o Alfa e Beto na TV tem aulas diárias de língua portuguesa (divididas em Leitura, Redação e Gramática) e de revisão de Matemática. Os conteúdos dos programas também são baseados nos currículos, metodologias e materiais do Instituto Alfa e Beto, usados com sucesso por mais de 1 milhão de crianças no país.

– Ao longo dos seus 15 anos de existência, o Instituto Alfa e Beto produziu livros didáticos que ajudaram milhões de crianças a serem alfabetizadas e a tomarem gosto pela leitura, por matemática e por ciência. Depois, acompanhando o surgimento de novas tecnologias, desenvolvemos aplicativos com o mesmo objetivo. Com a pandemia, fomos desafiados a levar toda essa bagagem e experiência para a TV e a internet com o intuito de beneficiar um número expressivo de crianças prejudicadas pela interrupção das aulas presenciais – afirma o professor João Batista Oliveira, presidente do Instituto Alfa e Beto.

Serviço


– Confira aqui como assistir na Rede Vida Educação (canal aberto) aos programas Alfa e Beto na TV da Pré-escola 1, Pré-escola 2, Alfabetização (1º ano) e 2º ao 5º ano do ensino fundamental: https://www.alfaebeto.org.br/wp-content/uploads/2021/03/alfa-e-beto-na-tv-grade.pdf


– Programas Alfa e Beto na TV: https://www.alfaebeto.org.br/alfa-e-beto-na-tv-menu-aula-do-dia/

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2021 por Educa 2022. Os textos do portal Educa 2022 podem ser reproduzidos, desde que citada a fonte "Educa 2022".