• Demétrio Weber

3,7 mil redes municipais sem previsão de retorno



Pelo menos 3,7 mil redes municipais de ensino não tinham, até agosto, previsão de retorno das aulas presenciais. Elas representam 89% dos municípios que responderam a um levantamento da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). Os resultados foram divulgados na quarta-feira (9).

Do total de 4.240 prefeituras que responderam a essa questão, 3.769 informaram não ter previsão de retorno. Outras 471 (11%) já tinham datas previstas, a maioria nos meses de setembro e outubro.

Para o presidente da Undime, Luiz Miguel Martins Garcia, as eleições municipais de 15 de novembro e a falta de repasses federais podem explicar por que tantos municípios ainda não definiram planos de retomada das aulas presenciais.


O levantamento foi feito de 7 e 18 de agosto, com apoio do Itaú Social e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Confira os resultados aqui.

Creches

Em relação às creches, Luiz Miguel defendeu que elas somente sejam reabertas depois da descoberta de uma vacina para a covid-19. Ele lembrou que o uso de máscaras é inadequado para menores de 2 anos. "Crianças nessa faixa etária têm que receber vacina", afirmou Luiz Miguel, que é secretário da Educação no município paulista de Sud Mennucci.

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Educa 2022. Os textos do portal Educa 2022 podem ser reproduzidos, desde que citada a fonte "Educa 2022".