• Demétrio Weber

3,7 mil redes municipais sem previsão de retorno

Atualizado: 22 de Nov de 2020



Pelo menos 3,7 mil redes municipais de ensino não tinham, até agosto, previsão de retorno das aulas presenciais. Elas representam 89% dos municípios que responderam a um levantamento da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). Os resultados foram divulgados na quarta-feira (9).

Do total de 4.240 prefeituras que responderam a essa questão, 3.769 informaram não ter previsão de retorno. Outras 471 (11%) já tinham datas previstas, a maioria nos meses de setembro e outubro.

Para o presidente da Undime, Luiz Miguel Martins Garcia, as eleições municipais de 15 de novembro e a falta de repasses federais podem explicar por que tantos municípios ainda não definiram planos de retomada das aulas presenciais.


O levantamento foi feito de 7 e 18 de agosto, com apoio do Itaú Social e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Confira os resultados aqui.

Creches

Em relação às creches, Luiz Miguel defendeu que elas somente sejam reabertas depois da descoberta de uma vacina para a covid-19. Ele lembrou que o uso de máscaras é inadequado para menores de 2 anos. "Crianças nessa faixa etária têm que receber vacina", afirmou Luiz Miguel, que é secretário da Educação no município paulista de Sud Mennucci.

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2021 por Educa 2022. Os textos do portal Educa 2022 podem ser reproduzidos, desde que citada a fonte "Educa 2022".